Confrontos são relatados perto da sede do governo em Damasco

Indicente ocorre depois que rebeldes atacaram forças leais ao ditador Bashar al-Assad

Amã – Confrontos aconteceram nesta quinta-feira perto da sede do governo sírio em Damasco depois que rebeldes atacaram forças leais ao presidente Bashar al-Assad, que deslocaram veículos blindados e aumentaram os bloqueios nas rodovias pela cidade, afirmaram ativistas e moradores.

Pelo menos uma pessoa foi declarada morta nos combates no bairro de Ikhlas, perto do um enorme complexo do Conselho dos Ministros, e no campus da Universidade de Damasco, disseram.

Centenas de famílias estavam fugindo da região, localizada entre os distritos de Kafar Souseh e Mezze, acrescentaram as fontes.

“Os refugiados não têm para onde ir. Há lutas por toda a cidade de Damasco”, afirmou uma dona de casa que observava o confronto de uma torre perto do gabinete do primeiro-ministro.

As lutas estão concentradas nos subúrbios do sul e nordeste da cidade, assim como nas regiões centrais de Mezze e Kafar Souseh, onde diversos locais de segurança estão localizados. Outras partes do centro de Damasco estavam calmas na quinta-feira.

Outro morador disse que atiradores do Exército foram dispostos em telhados em Mezze e Kafar Souseh, após rebeldes atacarem veículos blindados estacionados perto do gabinete do primeiro-ministro e um bloqueio na estrada foi levantado nos últimos dias, atrás da embaixada iraniana.

“Os atiradores estão disparando em qualquer um nas ruas. As ruas de Mezze estão desertas”, contou, falando ao telefone.

Combates também foram relatados em Midan, um bairro central de muçulmanos sunitas, onde os rebeldes têm operado em becos e ruas estreitas em que não se pode entrar facilmente com tanques.

Testemunhas também disseram que carros blindados entraram no bairro de Sinaa, que fica ao lado do histórico centro da Cidade Velha da antiga capital.