Confrontos por controle na Líbia deixam 90 mortos em 15 dias

Funcionários diplomáticos americanos deixaram ontem o país em direção à Tunísia por temor de possíveis agressões devido à proximidade dos combates

Trípoli – O Ministério da Saúde da Líbia informou neste domingo que os confrontos que ocorrem há duas semanas entre duas milícias rivais pelo controle do aeroporto internacional de Trípoli deixaram pelo menos 97 mortos e 404 feridos.

No dia 13 de julho, as milícias de Misrata iniciaram a operação ‘Fayer’ (Amanhecer) com o objetivo de tirar o aeroporto das brigadas de Zintán, que controlam suas instalações desde a queda do regime de Muammar Kadafi, em 2011.

Os combates nos arredores deste ponto estratégico continuam hoje apesar das tentativas de mediação do governo interino de Abdallah Al-Thani.

Várias colunas de fumaça podiam ser observadas hoje em diversos pontos da estrada que passa pelo aeroporto, no sul da capital, e perto da embaixada dos Estados Unidos.

Funcionários diplomáticos americanos deixaram ontem o país em direção à Tunísia por temor de possíveis agressões devido à proximidade dos combates.

A incapacidade das autoridades líbias de criar um exército que possa integrar os grupos armados nascidos durante o levante de 2011 contra Kadafi favoreceu uma cada vez maior autonomia destas milícias frente ao poder central, ao qual em várias ocasiões desafiam ou ignoram.