Confrontos entre manifestantes pró e contra regime no Iêmen

Ataques a opositores do presidente Ali Abdullah Saleh foram feitos com pedaços de pau e facas

Sanaa – Cinco pessoas ficaram feridas nesta terça-feira em confrontos em Sanaa entre os manifestantes que reclamam a renúncia do presidente iemenita Ali Abdullah Saleh e partidários do poder.

Cerca de 4.000 manifestantes, que acampavam numa esplanada diante da Universidade de Sanaa, tentaram as aproximar de outra praça situada a alguns metros de onde estavam reunidos partidários do Congresso Popular Geral (CPG, o partido no poder).

Estes últimos atacaram os manifestantes, em sua maioria estudantes, com pedaços de pau e facas, e feriram cinco pessoas antes que a polícia tentasse dispersar as duas partes.

Cerca de mil pessoas passaram sua segunda noite consecutiva na praça contígua à Universidade de Sanaa, que passou a ser chamada de Praça da Libertação, em referência à Praça Tahrir do Cairo, epicentro da revolta egípcia.

O protesto, que exige a renúncia de Saleh, começou no domingo à noite, um dia depois de a oposição parlamentar decidir se unir à manifestação.