Confrontos em Jerusalém entre policiais e palestinos

Os confrontos ocorreram em uma semana muito tensa na Esplanada das Mesquitas

Jerusalém – Violentos confrontos ocorriam nesta sexta-feira entre a polícia israelense e centenas de palestinos concentrados na Esplanada das Mesquitas, na Cidade Velha de Jerusalém, indicou um porta-voz da polícia, informando que há feridos em ambos os lados.

“Neste momento, centenas de pessoas estão jogando pedras”, declarou à AFP o porta-voz Luba Samri.

“Lançaram pedras em direção à porta Moghrabi, onde estavam estacionadas as forças da polícia, e a polícia entrou na Esplanada”, explicou.

“Centenas de palestinos lançaram pedras em direção à porta Moghrabi, onde estavam reunidas as forças da polícia ao fim da oração de sexta-feira”, declarou à AFP o porta-voz da polícia israelense Micky Rosenfeld, referindo-se à única entrada à Esplanada das Mesquitas que pode ser utilizada pelos não muçulmanos.

“Centenas de policiais entraram na Esplanada, onde utilizaram bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes”, explicou.

“Ainda há dezenas de jovens palestinos no interior da mesquita de Al-Aqsa, mas a calma já voltou à Esplanada”, acrescentou. Segundo o porta-voz, vários policiais ficaram feridos levemente pelas pedradas.

Do lado palestino, quatro manifestantes ficaram feridos, segundo fontes médicas palestinas.

Os confrontos ocorreram em uma semana muito tensa na Esplanada das Mesquitas.

No domingo, a polícia israelense prendeu 18 palestinos que atiraram pedras contra turistas presentes na Esplanada.

Na terça-feira, manifestantes palestinos lançaram pedras contra policiais israelenses que escoltavam um grupo de peregrinos cristãos e judeus no mesmo local.

Na quinta-feira, sete palestinos foram detidos após novos incidentes com visitantes judeus.

A Esplanada, que os muçulmanos chamam de “Nobre santuário” e os judeus de “Monte do Templo”, em referência ao antigo templo de Jerusalém, é o terceiro lugar santo do islã e o local mais sagrado do judaísmo.