Confronto deixa 23 talebans mortos no Paquistão

Pelo menos 23 talebans morreram em uma emboscada de uma patrulha do exército paquistanês quando tentavam socorrer outros soldados que tinham sofrido um atentado

Nova Deli – Pelo menos 23 talebans morreram em uma emboscada de uma patrulha do exército paquistanês quando tentavam socorrer outros soldados que tinham sofrido um atentado no noroeste do Paquistão, informaram nesta quinta-feira fontes militares.

O tiroteio entre os insurgentes e as forças paquistanesas, que durou horas, aconteceu ontem na região de Miralí, na região tribal do Waziristão do Norte, e no confronto ficaram feridos também três soldados, segundo o jornal local “Dawn”.

Os membros do exército paquistanês atacados se dirigiam a um posto de controle que horas antes tinha sofrido um atentado no qual morreram cinco soldados e onde outros 34 tinham resultado feridos.

O ataque aconteceu com uma caminhonete carregada de explosivos enquanto os soldados rezavam em uma mesquita próxima ao centro de segurança, disse uma fonte de segurança ao diário local “The Express Tribune”, que acrescentou que o atentado derrubou a mesquita.

Os feridos foram levados a um hospital e o governo local impôs então o toque de recolher para fazer os trabalhos de resgate.

Ansarul Mujahideen, um pequeno grupo militante ligado aos talebans paquistaneses (TTP), reivindicou a responsabilidade do ataque, realizado como vingança pela morte do líder do TTP, Hakimullah Meshud, em um bombardeio de um avião espião americano.