Conflitos no Afeganistão devem continuar após saída de tropa

O general norte-americano John Allen disse que os combates continuarão na região

Brasília – Autoridades dos Estados Unidos estimam que os conflitos no Afeganistão deverão continuar por um longo período, mesmo após a retirada das tropas do país. O general norte-americano John Allen disse hoje (26) que os combates continuarão na região. Segundo ele, a área de fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão será um desafio “durante longo período”.

“Em janeiro de 2015, continuará a haver combates no Afeganistão, que se unirá a uma lista de países que estão a combater em um contexto pós-conflito”, disse o militar. “Haverá violência rebelde no Afeganistão, especialmente na fronteira com o Paquistão, durante um longo período”.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou, em fevereiro, que reduzirá à metade o número de militares no Afeganistão. A intenção é retirar parte dos 340 mil soldados até o fim do ano. O general John Allen chefiou as tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão entre julho de 2011 e fevereiro deste ano. “Saí da missão com mais otimismo do que quando entrei”, disse.

O general apontou, porém, dificuldades no trabalho de treino e formação às autoridades afegãs para que tenham capacidade suficiente de liderar as operações no país depois da saída das tropas internacionais. “Temos de construir um avião em pleno voo”, ressaltou. Com informações da agência pública de informações de Portugal, Lusa.