Confira as maiores tragédias em prisões latino-americanas

Centenas de presidiários perderam a vida em rebeliões, revoltas e incêndios registrados nas prisões latino-americanas nos últimos 26 anos

Redação Central – A morte de ao menos 272 detentos da Colônia Agrícola Penal de Comayagua nesta quarta-feira se transformou na maior tragédia ocorrida em prisões hondurenhas e latino-americanas dos últimos 26 anos.

Centenas de presidiários perderam a vida em rebeliões, revoltas e incêndios registrados nas prisões latino-americanas nos últimos 26 anos, mas a tragédia de Comayagua supera amplamente qualquer um dos precedentes.

Esta é uma relação dos mais graves episódios ocorridos na América Latina que causaram mais de 100 vítimas:.

18 e 19 de junho de 1986.- Ao menos 250 reclusos morrem, segundo números oficiais, em uma rebelião coordenado de presos que pertenciam às organizações terroristas Sendero Luminoso e Tupac Amaru em três penitenciárias de Lima, Santa Bárbara e El Callao.

Os motins ocorreram paralelamente a uma reunião da Internacional Socialista em Lima e como protesto dos detentos que iam ser transferidos para prisões de segurança máxima.

2 de outubro de 1992.- Uma rebelião termina com 111 presos mortos, muitos deles pela polícia, e mais de uma centena feridos na antiga Casa de Detenção de São Paulo, conhecida como Carandiru.

4 de janeiro de 1994.- 120 presidiários morrem e 20 ficam feridos em um motim seguido de incêndio na cadeia venezuelana de Sabaneta, em Maracaibo.

17 de maio de 2004.- 107 reclusos, a maioria ligados à ‘Mara Salvatrucha’, morrem e 26 ficam feridos em um incêndio registrado no presídio de San Pedro Sula, no norte de Honduras.

Fontes oficiais atribuíram o fogo a um curto-circuito, mas os réus afirmaram que foi provocado pelas autoridades.

7 de março de 2005.- Um incêndio na prisão de Higüey mata 135 pessoas ao leste de Santo Domingo (R. Dominicana), após um confronto entre grupos rivais de presos.

15 de fevereiro de 2012.- Ao menos 272 réus morrem no incêndio da Colônia Agrícola Penal de Comayagua, uma prisão da região central de Honduras, segundo fontes oficiais.