Comitê do Senado aprova reforma migratória nos EUA

O projeto inclui uma via para a legalização de mais de 11 milhões de imigrantes ilegais

Washington – O Comitê Judicial do Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira o projeto de lei sobre a reforma migratória que inclui uma via para a legalização de mais de 11 milhões de imigrantes ilegais.

O projeto foi aprovado por 13 votos a favor e 5 contra, e agora deve passar a ser debatido pelo plenário do Senado.

A reforma “passou por seu primeiro grande teste”, escreveu em seu Twitter o senador republicano John McCain, um dos membros do chamado “Grupo dos Oito” que redigiu o projeto aprovado hoje no comitê.

A votação foi possível em parte porque o presidente do comitê, o democrata Patrick Leahy, rejeitou no último momento, perante a rejeição dos republicanos, apresentar uma emenda para permitir que cidadãos americanos patrocinem a residência de seus casais homossexuais.

O presidente dos EUA, Barack Obama, e o vice-presidente Joseph Biden se reuniram hoje no Salão Oval com sete imigrantes, entre eles vários jovens imigrantes ilegais, a quem pediram que continuem suas medidas de pressão para que a reforma seja levada adiante.

Obama já reiterou repetidas vezes seu compromisso em promulgar a reforma migratória ainda este ano.