Comissão Europeia pede reformas urgentes à Fifa

"É tempo de mudar", afirmou Nathalie Vandystadt, porta-voz da Comissão para o Esporte.

A Comissão Europeia fez um apelo nesta segunda-feira à Fifa, abalada por um escândalo de corrupção, para uma reforma urgente porque “os milhões de torcedores de todo o mundo merecem algo melhor”.

“A corrupção não tem espaço no esporte, a Fifa teve tempo suficiente e oportunidades para uma reforma. É tempo de mudar”, afirmou Nathalie Vandystadt, porta-voz da Comissão para o Esporte.

Apesar de ter se recusado a opinar sobre a reeleição de Joseph Blatter como presidente da Fifa, a porta-voz destacou que “os milhões de torcedores de todo o mundo mundo perderam a paciência e merecem algo melhor”.

“A integridade do futebol está em jogo”, completou.

A Comissão Europeia se negou, no entanto, a pedir um boicote da Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

“Não é uma opção sobre a mesa”, disse Vandystadt.

Blatter, à frente da Fifa desde 1998, foi reeleito para um quinto mandato na sexta-feira, dois dias depois da explosão de um escândalo com vários dirigentes da entidade acusados de suspeita de corrupção.