Comércio internacional crescerá 8,5% neste ano, segundo a OMC

Apesar do aumento do barril do petróleo e do preço de algumas commodities, a organização prevê alta nas transações mundiais em 2004

O Fundo Monetário Internacional (FMI) não é a única organização a esperar números positivos para a economia mundial em 2004. Nesta segunda-feira (25/10), a Organização Mundial do Comércio (OMC) divulgou que projeta um crescimento de 8,5% no total de transações internacionais neste ano. Segundo o diretor-geral da OMC, Supachai Panitchpakdi, o impacto negativo da alta do petróleo sobre o comércio mundial será amenizado pelo bom desempenho das exportações e importações da China, América Latina e África.

“Também assistimos a uma recuperação japonesa acima do esperado”, diz Panitchpakdi. Em linhas gerais, esse foi o mesmo cenário traçado pelo FMI no final de setembro, quando o Fundo divulgou que aguarda um crescimento de 5% para a economia mundial neste ano. Se alcançada, esta será a maior taxa de expansão econômica do mundo nos últimos 30 anos.

A previsão da OMC para 2004 também indica uma aposta da organização de que o fluxo de comércio mundial está crescendo em ritmo cada vez mais acelerado. Em 2002, as trocas internacionais aumentaram 3%. No ano passado, o crescimento real foi de 4,5%, praticamente a metade da taxa esperada para este ano. Em 2003, o comércio mundial de mercadorias cresceu, em termos nominais, 16%, para 7,3 trilhões de reais. Já o comércio de serviços subiu 13% e alcançou 1,8 trilhão de dólares.