Comediante britânico é preso por conexão com o caso Savile

Freddie Starr, cujo nome real é Frederick Leslie Fowell, foi acusado de abuso a uma menor de 14 anos ocorrido em um camarim da BBC

Londres – O comediante britânico Freddie Starr, de 69 anos, foi detido nesta quinta-feira em Warwickshire (oeste da Inglaterra) por sua conexão com a investigação policial sobre os supostos abusos a menores do falecido apresentador do canal ”BBC” Jimmy Savile.

Starr, cujo nome real é Frederick Leslie Fowell, foi acusado de abuso a uma menor de 14 anos ocorrido em um camarim da emissora pública no qual também teria estado presente Savile.

Na semana passada, Starr pediu para ser interrogado pela polícia e negou as acusações feitas pela vítima em um documentário, onde assegurou que, além de ter sofrido abusos por parte do apresentador da ”BBC”, o comediante detido hoje também tentou molestá-la.

Em relação com a mesma investigação, o cantor Gary Glitter também foi detido no dia 28 de outubro em Londres durante 12 horas e foi interrogado pela polícia.

O cantor foi envolvido no caso Savile na semana passada quando em um documentário da ”BBC” algumas vítimas asseguraram que Glitter havia tido relações com menores no camarim do apresentador após participar de um programa da emissora pública.

Jimmy Savile, um dos rostos mais populares da televisão britânica desde os anos 1960, e que faleceu aos 84 anos em outubro de 2011, supostamente cometeu abusos sexuais durante quatro décadas contra centenas de mulheres e menores.

O caso foi revelado no dia 3 de outubro graças a um documentário do canal ”ITV” que mostrava depoimentos de vítimas.

Desde então, a polícia falou com 130 pessoas sobre este caso e 114 denúncias foram registradas, embora o número total de possíveis vítimas possa chegar perto das 300.