Começam obras do complexo eólico de no Rio Grande do Norte

O parque contará com uma potência de 150 megawatts

Madri – A companhia elétrica espanhola Iberdrola e o consórcio brasileiro Neoenergia, do qual controla 39%, iniciaram as obras de construção do complexo eólico de Carlango, no Rio Grande do Norte, que contará com uma potência de 150 megawatts (mw).

O complexo, que será um dos maiores do país e deverá começar a operar no final do próximo ano, estará integrado por cinco parques eólicos de 30mw de potência cada.

Com mais este projeto, a Iberdrola e a Neoenergia passam a ter 10 parques eólicos em fase de construção no Brasil, os quais alcançarão uma capacidade de 288mw.

As outras cinco instalações – Mel 2 (20mw) e Arizona 1 (28mw), no estado do Rio Grande, e o complexo de Caetité (90mw), formado por três parques de 30 mw de potência – já se encontram em um avançado estado de desenvolvimento.

A potência destas 10 infraestruturas eólicas captará energia suficiente para fornecer eletricidade a cerca de 450 mil brasileiros e evitar a emissão de 510 mil toneladas anuais de CO2.

A fase de construção de todos estes parques propiciará a criação de mais de 200 postos de trabalho, além dos profissionais que ficarão responsáveis pela operação e manutenção.

Todos os projetos são financiados através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Brasil, graças à assinatura de dez créditos que somam um total de 300 milhões de euros.