Começam as eleições regionais na Catalunha

Centros de votação estarão abertos desde às 9h (horário local, 6h de Brasília) até às 20h (horário local, 17h de Brasília)

Barcelona, Espanha – Os colégios eleitorais abriram, nesta quinta-feira, na Catalunha com uma importante participação dos eleitores desde a primeira hora, em uma eleição fundamental para o futuro da região que está imersa num profundo debate entre partidários e opositores da independência.

Os centros de votação estarão abertos desde às 9h (horário local, 6h de Brasília) até às 20h (horário local, 17h de Brasília) para que 5.554.395 catalães possam escolher os 135 deputados que compõem o Parlamento regional de um total de 38 candidatos.

Segundo as pesquisas, espera-se uma participação em massa, superior a 80%, apesar do pleito acontecer em um dia útil, algo que não acontecia na Espanha desde as eleições gerais de 1982.

Estas eleições têm um caráter excepcional, já que foram convocadas pelo Governo espanhol depois de cessar ao Executivo regional após a declaração ilegal de independência da Catalunha, no dia 27 de outubro.

Além disso, os líderes dos dois principais partidos independentistas, o ex-presidente catalão Carles Puigdemont e o seu ex-vice-presidente Oriol Junqueras, vivem esta jornada de maneira incomum.

Puigdemont fugiu para a Bélgica, com o objetivo de não responder à Justiça espanhola, por seu envolvimento no processo separatista e não se registrou no consulado espanhol para votar no exterior, então ele “cedeu” seu voto para uma jovem de 18 anos.

Junqueras votou pelo correio da prisão de Estremera (Madri), onde está desde o dia 2 de novembro, investigado por rebelião e desfalque de fundos.

Esta é a quarta vez em sete anos que os catalães realizam eleições regionais, após as de 2010, 2012 e 2015, um exemplo da instabilidade política que vive a região, marcada pelo debate independentista dos últimos tempos.