Começa julgamento sobre suposta sonegação fiscal de Messi

O atacante argentino e seu pai, Jorge Horacio Messi, que negaram as acusações, devem comparecer pessoalmente ao tribunal de Barcelona na quinta-feira

Madri – O atacante Lionel Messi, do Barcelona, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, foi a julgamento nesta terça-feira, assim como seu pai, devido a acusações de ter sonegado milhões de euros em impostos devidos ao Estado espanhol.

O atacante argentino e seu pai, Jorge Horacio Messi, que negaram as acusações, devem comparecer pessoalmente ao tribunal de Barcelona na quinta-feira, de acordo com um documento judicial.

Um parecer de outra corte afirmou que Messi, de 28 anos, pode ter tido conhecimento e aprovado a criação de uma rede de empresas de fachada supostamente usadas para sonegar impostos de renda oriunda de direitos de imagem.

Em 2013 o Fisco da Espanha acusou Messi e o pai de defraudarem o governo em 4,2 milhões de euros entre 2007 e 2009.

De acordo com a promotoria, que propôs penas de prisão de até 22 meses, a renda foi escondida por meio de empresas de fachada em Uruguai, Belize, Suíça e Grã-Bretanha.

Messi e seu pai pagaram 5 milhões de euros ao Fisco como medida “corretiva” depois de serem investigados formalmente em junho de 2013.

O jogador mora em Barcelona desde 2000 e tem cidadania espanhola desde 2005.