Começa em Buenos Aires eleição para novo prefeito

As pesquisas indicam que o candidato com maior possibilidade de vencer é o atual prefeito, o conservador Mauricio Macri

Buenos Aires – Os habitantes de Buenos Aires começaram neste domingo a votar nas 621 mesas para eleger o novo prefeito, 30 vereadores para renovar metade da Câmara da cidade e, pela primeira vez, 105 representantes comunais.

O Tribunal Superior de Justiça (TSJ) portenho declarou aberto o pleito às 8h para que os 2.482.868 de eleitores aptos possam votar, entre estes 11.781 são estrangeiros.

Em alguns pontos de votação eram registrados atrasos na hora da constituição das 5.608 mesas que pela primeira vez são mistas.

Os cidadãos deverão escolher uma fórmula para prefeito e vice-prefeito dentre 15 opções e uma lista de candidatos a legisladores com o objetivo de renovar as autoridades da capital argentina, o terceiro maior distrito eleitoral do país, atrás das províncias de Buenos Aires e Córdoba.

As pesquisas indicam que o candidato com maior possibilidade de vencer é o atual prefeito, o conservador Mauricio Macri, que concorre pela reeleição após desistir de apresentar-se às eleições presidenciais de outubro.

De qualquer maneira, as últimas pesquisas indicam que haverá segundo turno, previsto para 31 de julho, já que Macri não alcançaria neste domingo 50% dos votos mais um necessário para vencer no primeiro turno.

Pelas pesquisas, o segundo lugar, seria alcançado pelo senador Daniel Filmus, ex-ministro de Educação e o escolhido da presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, para representar o kirchnerismo na capital argentina.

Macri e Filmus já se enfrentaram pela chefia da Prefeitura de Buenos Aires em 2007, quando o líder da Proposta Republicana (Pró, centro-direita) se impôs no segundo turno, com 60,7% dos votos.

O terceiro posto nas pesquisas prévias é do líder de centro-esquerda Projeto Sul, o deputado e cineasta Fernando “Pino” Solanas.

Além de 15 candidatos a prefeito, há 19 listas de postulantes para ocupar uma vaga da Legislatura portenha.

Como novidade, neste ano os portenhos deverão escolher sete representantes para cada uma das 15 comunas nas quais estará dividida a cidade a partir de 10 de dezembro, quando serão renovadas as autoridades na capital.

O pleito encerra às 18h e a previsão é de que até as 21h30 comecem a ser divulgados os primeiros resultados oficiais da apuração.