Combates no Líbano matam 3 crianças da mesma família

As crianças morreram atingidas por um projétil que caiu sobre o veículo no qual estavam ao lado dos pais, que ficaram feridos

Beirute – Três crianças de uma mesma família morreram nesta segunda-feira no Líbano como consequência dos combates que estão ocorrendo desde sábado entre o exército e jihadistas na região de Arsal, na fronteira com a Síria, segundo informou a imprensa local.

As crianças morreram atingidas por um projétil que caiu sobre o veículo no qual estavam ao lado dos pais, que ficaram feridos.

O exército libanês está tentando expulsar os jihadistas de Arsal e estão ocorrendo combates ao redor do ambulatório da cidade, que vem sofrendo com saques de casas e estabelecimentos comerciais.

Os refugiados sírios são os autores das pilhagens, especialmente das casas e estabelecimentos que pertencem a moradores de Arsal que fugiram da violência, segundo as televisões libanesas.

As forças armadas libanesas anunciaram em um comunicado que tomaram o controle da Escola Técnica de Arsal e que aconteceram duros combates com os takfiries (extremistas sunitas).

Estes enfrentamentos deixaram um número indeterminado de soldados mortos e feridos, segundo a nota.

Pelo menos 15 militares morreram e mais de 40 ficaram feridos desde sábado, segundo informaram previamente à Agência Efe fontes militares, enquanto dezenas de jihadistas morreram.

No lado sírio da fronteira, em Yarud, localizada na região de Al Qalamoun, três pessoas morreram nos combates, entre eles um suposto membro do grupo xiita Hezbollah, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Em uma nota, o OSDH informou que o exército sírio, apoiado pelo Hezbollah e as milícias pró-governo das Forças de Defesa Nacional, estão lutando com a Frente al Nusra e o Estado Islâmico.