Combates com rebeldes curdos deixam 30 mortos na Turquia

Dez soldados turcos e 20 rebeldes curdos morreram nesta madrugada

Diyarbakir – Dez soldados turcos e 20 rebeldes curdos morreram em combates na madrugada de domingo para segunda-feira no sudeste da Turquia, informaram fontes oficiais.

“Nove agentes de segurança morreram e oito ficaram feridos”, declarou o governador de Sirnak, Vahdettin Özkan.

Minutos depois, o governo local anunciou que todas as vítimas eram soldados e que outro militar, ferido, faleceu no hospital.

Os confrontos na localidade de Beytüssebap, que faz parte da província, provocaram também a morte de 20 combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

No domingo à noite, um grupo de rebeldes atacou com metralhadoras e lança-foguetes um complexo de segurança de Beytüssebap, o que provocou a morte dos oficiais. A polícia e os soldados responderam, o que provocou um intenso confronto, segundo o governador de Sirnak.

Nos últimos meses, o PKK multiplicou os ataques contra as forças de Ancara. Em agosto, 10 pessoas morreram em um atentado com carro-bomba na cidade de Gaziantep (sudeste).

O conflito com o PKK, considerado por Ancara uma organização terrorista, já deixou 45.000 mortos desde 1984.