Combates atinge Homs e fronteira da Síria com a Turquia

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, as forças de segurança do regime travavam combates com desertores nos bairros

Beirute – Um soldado morreu na região de Homs, centro da Síria, onde eram travados combates nos bairros cercados pelas forças de segurança do regime, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A ONG anunciou ainda a descoberta de seis corpos em decomposição no bairro de Deir Balaa.

Em Aleppo, segunda maior cidade da Síria, um manifestante morreu em um ataque das forças de segurança.

Na região de Idleb, perto da fronteira com a Turquia, violentos combates eram registrados entre as tropas do Exército e rebeldes.

Em Homs, os combates aconteciam no bairro de Baba Amr. Um oleoduto que atravessa a região foi alvo de uma explosão.

O Exército Sírio Livre (ESL), formado por soldados desertores, convocou nesta terça-feira os “irmãos curdos” a atuar com a rebelião armada contra o regime de Bashar al-Assad.

“O comando convoca nossos irmãos curdos, tanto soldados como civis, a unir-se ao ESL”, declarou o porta-voz da força, coronel Kasem Saadedin.

Os curdos representam quase 9% dos 23 milhões de habitantes da Síria e há muitos anos se consideram discriminados pelo regime de Assad.