Com seis candidatos, Partido Democrata tem debate decisivo

No dia 3 de fevereiro, os eleitores do estado de Iowa serão os primeiros a votar no seu candidato democrata favorito para a disputa

São Paulo — O mundo ainda nem entrou na segunda quinzena de 2020, mas o calendário eleitoral dos Estados Unidos já está prestes a esquentar. Nesta terça-feira acontece o sétimo debate democrata, o primeiro no ano eleitoral e o último antes da largada das eleições primárias estaduais do partido. No dia 3 de fevereiro, os eleitores do estado de Iowa serão os primeiros a votar no seu candidato democrata favorito para a disputa.

Se no primeiro debate democrata, em junho, foi necessário dividir os 20 participantes em dias diferentes em razão da quantidade de candidatos, o debate desta terça-feira terá um número de concorrentes significativamente menor. Atualmente, 12 candidatos permanecem na corrida democrata, mas apenas seis atingiram os pré-requisitos do partido para participar do debate desta terça.

São eles: Joe Biden (ex-vice-presidente e líder nas pesquisas), Bernie Sanders (senador por Vermont), Elizabeth Warren (senadora por Massachusetts), Pete Buttigieg (ex-prefeito de South Bend, Indiana), Amy Klobuchar (senadora por Minnesota) e Tom Steyer (investidor e empresário).

O restante dos pré-candidatos ficou no banco de reservas, como o ex-prefeito de Nova York e bilionário, Michael Bloomberg, e o empreendedor Andrew Yang.

Para participar do debate, um candidato precisa pontuar ao menos 5% em quatro pesquisas aprovadas pelo comitê do partido ou ao menos 7% em duas pesquisas estaduais. Adicionalmente, é necessário ter 225 mil doadores.

De acordo com o site RealClearPolitics, que agrega pesquisas de opinião de diferentes institutos, Biden segue na liderança da preferência do eleitorado em âmbito nacional, com 28% das intenções de voto.

Ele é seguido por Sanders, com 19,8%, e Elizabeth Warren, com 16%. Buttigieg vem avançando e está com 7,5%. Quando se olha para Iowa, no entanto, o retrato é mais acirrado: Biden aparece nas pesquisas com 20,7%, Sanders com 20,3% e Buttigieg com 18,7%.

O desempenho de cada um deles servirá de termômetro para a temporada de eleições primárias. Depois de Iowa, a primária de New Hampshire acontece no dia 11 de fevereiro, seguida de Nevada no dia 22 e Carolina do Sul no dia 29. Num piscar de olhos, os democratas vão chegar à “Super Terça”, em março, quando eleitores de vários estados vão às urnas.

O que acontecer no debate de hoje será um termômetro fundamental, capaz de indicar o rumo que o Partido Democrata seguirá até a convenção partidária, que acontece em julho. Só então é que será revelado ao mundo o candidato ou a candidata que disputará a Casa Branca com Donald Trump. É uma corrida para ficar de olho, a cada nova etapa.