Com 38 mortes por terremoto, Paquistão declara emergência

Até agora foram confirmadas 38 mortes e mais de 300 feridos no noroeste do Paquistão pelo terremoto de 7,5 graus na escala Richter registrado hoje

Islamabad – O governo do Paquistão ordenou nesta segunda-feira a declaração de emergência e a mobilização de todas as agências do país após o terremoto de 7,5 graus na escala Richter no norte do Afeganistão e que já deixa pelo menos 38 mortos em território paquistanês.

“O primeiro-ministro (Nawaz Sharif) ordenou a todas as agências federais civis e militares a declaração imediata de emergência e a mobilização de todos os recursos para assegurar a segurança dos cidadãos do Paquistão”, indicou o governo.

“Nenhuma pedra deve ficar sem revirar para fornecer todo tipo de assistência”, indicou.

Segundo a emissora “Geo TV” até agora foram confirmadas 38 mortes e mais de 300 feridos no noroeste do Paquistão pelo terremoto de 7,5 graus na escala Richter registrado hoje a cerca de 250 quilômetros ao norte de Cabul, no Afeganistão.

O epicentro do terremoto foi em Hindukush, região montanhosa escassamente povoada que faz parte da cordilheira do Himalaia e é compartilhada por Afeganistão e Paquistão.

Este terremoto é o de maior intensidade no sul da Ásia desde abril, quando um terremoto no Nepal de 7,8 pontos na escala Richter deixou cerca de nove mil mortos.