Colômbia irá fechar fronteiras antes de eleições legislativas

Neste ano, milhares de venezuelanos têm entrado no país pela fronteira, alguns como imigrantes, outro como visitantes compradores atrás de bens básicos

Bogotá – A Colômbia irá fechar seus postos de imigração por terra e mar por 70 horas antes das eleições legislativas e primárias presidenciais no domingo, informou nesta quarta-feira a autoridade imigratória do país, destacando que isto é um procedimento padrão.

Neste ano, milhares de venezuelanos têm entrado no país pela fronteira, alguns como imigrantes, outro como visitantes compradores atrás de bens básicos, conforme a economia em crise provocou escassez de muitos itens na Venezuela.

“Assim como feito historicamente todas as vezes em que há eleições em território nacional, o fechamento de nossas fronteiras tem sido ordenado, com o objetivo de manter a ordem pública durante o período de votação”, disse Christian Kruger, chefe da agência de imigração, em comunicado.

As fronteiras serão fechadas às 18h de quinta-feira, no horário local, e reabertas assim que as urnas forem fechadas, às 16h de domingo, segundo comunicado. Haverá equipe extra para avaliar viajantes que aguardavam assim que os postos forem reabertos, segundo o comunicado.

Mais de meio milhão de venezuelanos foram para a Colômbia, enquanto outros 650 mil podem ter entrado no país à caminho de outros destinos ou em visita antes de voltarem para casa. Os números não incluem milhares que podem ter cruzado a fronteira ilegalmente.