Colocaremos a Catalunha em ordem, diz governo da Espanha

No sábado, o primeiro-ministro da Espanha, o conservador Mariano Rajoy, invocou o artigo 155 da Constituição e anunciou a dissolução do parlamento catalão

O ministro de Relações Exteriores da Espanha, Alfonso Dastis, rebateu críticas de parlamentares da oposição de que o governo central em Madri está adotando medidas muito duras para impedir autoridades da Catalunha de buscar a independência da região.

“Tudo o que o governo está tentando fazer, e de forma relutante, é restabelecer a ordem legal, a constituição e também as regras catalãs e prosseguir a partir daí”, disse Dastis em entrevista à BBC.

No sábado, o primeiro-ministro da Espanha, o conservador Mariano Rajoy, invocou o artigo 155 da Constituição e anunciou a dissolução do parlamento catalão bem como a convocação de eleições em até seis meses.

No começo do mês, separatistas realizaram um plebiscito não-autorizado no qual o pedido de independência venceu com mais de 90% dos votos.

Enquanto isso, líderes do parlamento regional da Catalunha, onde legisladores separatistas detêm a maioria, convocaram uma reunião para a segunda-feira para decidir quando realizar uma sessão parlamentar.

Alguns legisladores estão pressionando Carles Puigdemont, presidente da Catalunha e líder do movimento separatista, a declarar a independência formalmente esta semana. “Será uma semana de decisões”, disse neste domingo o porta-voz do governo catalão, Jordi Turull. “Não fazer nada não é uma opção.” Fonte: Associated Press.