Cofundador do Khmer Vermelho morre aos 87 anos

O ex-vice-premiê e antigo ministro de Relações Exteriores do Camboja estava enfrentando uma batalha judicial pelos crimes cometidos pelo regime do Khmer Vermelho nos anos 1970

Phnom Penh – O cofundador do movimento Khmer Vermelho Ieng Sary morreu na noite de quarta-feira aos 87 anos.

O ex-vice-premiê e antigo ministro de Relações Exteriores do Camboja estava enfrentando uma batalha judicial pelos crimes cometidos pelo regime do Khmer Vermelho nos anos 1970.

Como ministro das Relações Exteriores, Ieng Sary foi talvez o rosto do regime mais visto pela comunidade internacional.

O regime alegou que estava construindo uma sociedade socialista pura ao expulsar pessoas de cidades e obrigar que elas fossem deslocadas para campos de trabalho forçado.

Suas políticas radicais levaram à morte de cerca de 17 milhões de pessoas por fome, doenças, excesso de trabalho e execução.

O Khmer Vermelho retirou-se para a selva nos anos de 1980 e 1990 e Ieng Sary desertou em 1996. O julgamento dos líderes do regime começou em 2011. As informações são da Associated Press.