Coca-Cola quer produzir garrafa com origem 100% vegetal

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações sustentáveis da empresa

São Paulo – A Coca-Cola anuncia parceria com três empresas-líderes em biotecnologia para acelerar o desenvolvimento de embalagens PlantBottle feitas com origem 100% vegetal. Desde o lançamento da garrafa em 2009, a empresa já distribuiu mais de dez bilhões unidades em 20 países.

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações sustentáveis da empresa, que monitora a aplicação destes materiais e demais recursos naturais e investe constantemente no desenvolvimento de embalagens inovadoras, como Bottle-to-Bottle e Crystal eco.

Os acordos com a Virent, Gevo e Avantium – especialistas no desenvolvimento de alternativas baseadas em plantas para materiais tradicionalmente feitos de combustíveis fósseis e outros recursos não-renováveis – foram assinados após uma pesquisa de dois anos, realizada pela equipe de Pesquisas e Desenvolvimento e do conselho técnico da The Coca-Cola Company.

“Embora a tecnologia para criar materiais biológicos renováveis em laboratório tenha estado disponível há anos, acreditamos que estas são empresas que detêm tecnologias com alto potencial para criá-los em escala comercial global dentro dos próximos anos”, disse Rick Frazier, vice-presidente de Suprimento de Produtos Comerciais da Coca-Cola.

“Este é um significativo investimento da área de Pesquisas e Desenvolvimento em inovação em embalagens e é o próximo passo na direção da nossa visão de criar todas as nossas embalagens plásticas a partir de materiais de plantas obtidos responsavelmente.”

Segundo o Presidente da Virent, Lee Edwards “Nossa tecnologia patenteada apresenta química catalítica para converter açúcares de plantas em um leque de produtos idênticos àqueles feitos de petróleo, inclusive bioparaxileno – componente-chave para a fabricação de embalagens PET feitas 100% a partir de plantas, que apresentam a mesma alta qualidade e capacidade de reciclagem dos materiais usados hoje, com o benefício adicional de ser feito de uma ampla variedade de materiais renováveis”.