Coalizão de Merkel e oposição não formariam governo alemão

Se as eleições gerais fossem neste domingo, a União Democrata-Cristã (CDU) de Merkel, somada a União Social-Cristã (CSU), obteria 41% dos votos

Berlim- A atual coalizão governista da Alemanha, presidida por Angela Merkel, e nem uma potencial aliança entre o Partido Social-Democrata (SPD) e Os Verdes obterão a maioria parlamentar nas eleições do próximo mês de setembro, segundo o Barômetro Político, a pesquisa de intenções de voto mais conhecida no país.

Se as eleições gerais fossem neste domingo, a União Democrata-Cristã (CDU) de Merkel, somada a União Social-Cristã (CSU), obteria 41% dos votos, informou a pesquisa encomendada pela emissora alemã ‘ZDF’.

Com essa percentagem, a CDU/CSU teria a maioria parlamentar, mas não formaria Governo, já que seu parceiro de coalizão, o Partido Liberal, ficaria de fora do Parlamento ao obter somente 4% dos votos.

De acordo com a mesma enquete, o SPD, principal partido de oposição, obteria 29% dos votos e seu potencial parceiro de coalizão, Os Verdes, 13%.

A Esquerda, fruto de uma fusão entre dissidentes social-democratas e comunistas, obteria 6% dos votos e, com isso, sua entrada no Parlamento.

Teoricamente, o SPD, Os Verdes e A Esquerda teriam maioria para formar governo, mas uma coalizão com este último partido já foi descartada pelos social-democratas e ecopacifisitas.