Coalizão de governo alemão escolhe Steinmeier para presidente

Após semanas de bloqueio, a União Democrata Cristã (CDU) e a União Social Cristã (CSU) decidiram finalmente dar apoio ao candidato

O ministro alemão das Relações Exteriores, o social-democrata Frank-Walter Steinmeier, foi designado nesta segunda-feira candidato da coalizão governamental para ser o futuro presidente do país, de acordo com várias fontes políticas.

Após semanas de bloqueio, a União Democrata Cristã (CDU) da chanceler Angela Merkel e sua ala bávara, a União Social Cristã (CSU), decidiram finalmente dar apoio ao candidato do Partido Social-Democrata (SPD), informaram à AFP fontes ligadas aos partidos.

A chanceler teve que aceitar o candidato do SPD, seu sócio minoritário na coalizão, por não conseguir convencer que um nome de seu próprio grupo sucedesse Joachim Gauck, que terá o mandato concluído em março de 2017.

A tradição política na Alemanha determina que os partidos da coalizão no poder busquem um consenso sobre um candidato comum para este cargo essencialmente protocolar.

Foi o que aconteceu com a eleição de Gauck, um ex-dissidente da RDA comunista, que aos 76 anos decidiu que não voltará a se candidatar ao cargo.

O futuro presidente deve ser eleito em 12 de fevereiro pelos parlamentares alemães.