Cinegrafista da NBC é infectado com ebola na Libéria

Cinegrafista que trabalhava na Libéria para a NBC News foi infectado com o vírus e será repatriado para os EUA

Washington – Um cinegrafista freelancer que trabalhava na Libéria para a NBC News foi infectado com o vírus do ebola e será repatriado para os Estados Unidos, informou a rede de televisão nesta quinta-feira.

“O freelancer ficou doente com sintomas nesta quarta-feira, sentindo-se cansado e com dores no corpo”, além de apresentar febre, acrescentou a emissora em sua página na Internet.

“Imediatamente, ele mesmo se pôs em quarentena e procurou orientação médica”.

O nome do profissional, de 33 anos, não foi divulgado, mas a NBC disse que “esteve trabalhando na Libéria em vários projetos nos últimos três anos”.

Ele tinha sido contratado pela emissora na terça-feira.

Nesta quinta, procurou o centro de tratamento da organização Médico sem Fronteiras para uma revisão. O positivo chegou 12 horas depois.

Este é o quarto americano a contrair ebola na Libéria. Os outros três eram missionários que foram infectados em centros médicos.