Cidades da Indonésia proíbem festa do Dia dos Namorados

A justificativa é que o Dia de São Valentim reflete uma cultura que não corresponde à legislação de Aceh e à lei islâmica

Várias cidades na Indonésia, país muçulmano mais populoso do mundo, proibiram nesta quarta-feira comemorar o Dia de São Valentim, a festa dos namorados, e a polícia procurava por casais que não respeitam a decisão

Em Surabaya, segunda maior cidade da Indonésia, no leste da ilha de Java, a polícia fez buscas em vários hotéis e prendeu uma série de casais infratores, que serão libertados depois de passar pela delegacia.

Na ilha turística de Lombok, vizinha de Bali, o município de Mataram ordenou que a polícia realizasse controles nas escolas em busca de possíveis infratores.

Por outro lado, as festas românticas em hotéis e cafés foram autorizadas.

Em Makassar, ao sul da ilha de Celebes (Sulawesi), a festa dos namorados é proibida há anos.

Em Aceh, a única província na Indonésia que aplica a lei islâmica, as autoridades proibiram as festividades de São Valentim evocando normas religiosas.

“O Dia de São Valentim reflete uma cultura que não corresponde à legislação de Aceh e à lei islâmica”, afirmou o governador da província em um comunicado.