Chuvas na Índia afetam cerca de 1,8 milhão de pessoas

Pelo menos cinco pessoas morreram e cerca de 230 mil permanecem refugiadas em meio a uma centena de acampamentos de emergência

Nova Délhi – Pelo menos cinco pessoas morreram e cerca de 1,8 milhão foram afetadas pelas inundações e fortes chuvas que há semanas castigam o estado de Assam, no nordeste da Índia, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais.

O número de locais inundados na região já chegou a 3,4 mil, enquanto as inundações afetam 22 de seus 35 distritos, quatro a mais que no começo da semana, segundo o último balanço oferecido pela Autoridade de Gestão de Desastres de Assam (ASDMA, em inglês).

Imagens de televisão divulgadas desde o estado mostram cidadãos com a água acima dos joelhos, famílias que se deslocam em barcos com remos pelos caminhos e animais presos pelas enchentes.

De acordo com a ASDMA, cerca de 230 mil pessoas permanecem refugiadas em meio a uma centena de acampamentos de emergência abertos pelas autoridades, junto a 180 centros de distribuição de ajuda às vítimas.

O número de acampamentos e internos duplicou nos últimos três dias, em meio a um agravamento da situação.

Quanto a danos materiais, o departamento de gestão de desastres detalhou que as precipitações destruíram cerca de 430 casas e danificaram parcialmente mais de 200, além de arrasar 213 mil hectares de terreno agrícola.

O Exército indiano e a Força Nacional de Resposta a Desastres participam dos trabalhos de resgate junto à ASDMA, que desdobrou 350 embarcações para evacuar as vítimas a locais seguros.

Estes incidentes meteorológicos são frequentes no Sul da Ásia na época de mais intensidade das chuvas de monção, entre julho e agosto.