Chuvas fortes deixam Paris embaixo d’água; veja fotos

Os níveis do rio Sena ultrapassaram 5 metros, forçando a evacuação de moradores das ruas próximas de suas margens, e devem atingir os 6 metros nesta sexta

São Paulo – Uma das cidades mais visitadas do mundo, Paris (França) está embaixo d’água. Após dias de chuvas torrenciais, os níveis do rio Sena ultrapassaram 5 metros, forçando a evacuação de moradores das ruas próximas de suas margens, especialmente na região sul da cidade. 

Segundo informações da agência Reuters, o rio atingiu o seu maior nível em 30 anos, sendo que maio foi mês mais chuvoso na região da grande Paris desde 1960. A expectativa é que os níveis do rio atinjam 6 metros nesta sexta-feira para então começar a baixar.

Como resultado, dois dos museus mais famosos da cidade luz, o Museu do Louvre e o Museu Orsay, decidiram fechar as suas portas como precaução. No Louvre, a equipe informou que irá trabalhar para proteger as obras de arte localizadas no subsolo do museu.

A pior enchente já enfrentada pela cidade aconteceu em 1910, quando o Sena subiu 8,6 metros acima do nível normal. Na ocasião, mais de 200 mil parisienses foram forçados a deixar suas casas e Paris ficou meses sem eletricidade.

Embora a cidade tenha superado o trauma enfrentado há cem anos, especialistas vem há anos alertando para uma nova tragédia naqueles moldes. Neste ano, em março, a prefeitura realizou uma simulação e calculou que um evento similar afetaria mais de 300 mil pessoas e causariam 30 bilhões de euros em danos.

Se aquela era uma simulação, hoje a situação de emergência é real. Veja nas imagens como está a cidade após dias de chuvas fortes.