Choques ferem 10 entre partidários e opositores de Mursi

Os choques começaram em frente à mesquita Al Qaed al Ibrahim, uma das principais da Alexandria

Cairo – Pelo menos dez pessoas ficaram feridas nesta sexta-feira em confrontos entre opositores e partidários do presidente egípcio, Mohammed Mursi, na cidade portuária de Alexandria, informou a agência de notícias egípcia, ‘Mena’.

Os choques começaram em frente à mesquita Al Qaed al Ibrahim, uma das principais dessa cidade, localizada a cerca de 200 quilômetros ao norte do Cairo.

Três carros foram incendiados nos confrontos, assinalou a agência, que acrescentou que os feridos receberam atendimento médico em um hospital de campanha levantado ao lado da mesquita.

As forças antidistúrbios instalaram barreiras em uma tentativa para conter os choques, nos quais ambos os bandos jogaram pedras.

Testemunhas citadas por ‘Mena’ assinalaram que a violência explodiu depois que alguns simpatizantes de Mursi repreenderam os manifestantes que criticavam o líder e o referendo sobre a nova Constituição, que deve acontecer neste sábado e no próximo sábado 22.

Enquanto isso, no Cairo, milhares de pessoas se manifestam a favor e contra o projeto de Carta Magna em diferentes lugares da capital.

A maior concentração é a convocada pela Irmandade Muçulmana, salafistas e membros da instituição sunita Al-Azhar em frente à mesquita de Rabaa al Adauiya, no bairro de Medinat Nasr.