China suspende expulsões de refugiados norte-coreanos

A decisão foi motivada pela China, principal aliada da Coreia do Norte, não ter sido informada de maneira antecipada sobre o lançamento do foguete

Tóquio – A China suspendeu a repatriação de refugiados norte-coreanos como reação ao fato de Pequim não ter sido consultada antes do lançamento do foguete por Pyongyang, informa o jornal japonês Yomiuri Shimbun.

Fontes do governo chinês ouvidas pelo jornal afirmam que a China congelou esta política há algum tempo.

“Quando um refugiado é enviado de volta a seu país, este é o fim de sua vida. Não podemos ignorar isto”, declarou um funcionário do governo da província de Liaoning, perto da fronteira com a Coreia do Norte, que confirmou que as deportações foram interrompidas.

Outra fonte afirmou que a decisão foi motivada pelo fato da China, principal aliada da Coreia do Norte, não ter sido informada de maneira antecipada sobre o calendário do lançamento efetuado na semana passada.