China prende ativista dos direitos dos homossexuais

O garoto de 29 anos foi detido por ter participado de uma manifestação a favor dos direitos gays

Pequim – Um chinês de 19 anos foi detido por ter participado na sexta-feira em uma manifestação a favor dos direitos dos homossexuais, anunciou nesta segunda-feira outro militante que também estava na marcha, considerada ilegal pela polícia.

O jovem, chamado Xiang, foi detido na sexta-feira à noite em um quarto de hotel, afirmou o ativista Peng Cheng.

“Ele é acusado de reunião ilegal e de manifestação”, disse.

Na sexta-feira, durante o dia mundial contra a homofobia, centenas de pessoas saíram às ruas de Changsha, capital da província de Hunan (centro), com bandeiras com o arco-íris e cartazes contra a discriminação sofrida pelos homossexuais.

A polícia de Changsha informou que Xiang ficará em detenção administrativa durante 12 dias por ter participado em uma “manifestação ilegal”.

A homossexualidade continua sendo um tema relativamente tabu na China e até 2001 era considerado oficialmente uma enfermidade mental.