China pede que EUA e Coreia do Norte não desperdicem avanços conquistados

O porta-voz chinês, Lu Kang, afirmou que os líderes devem trabalhar juntos para conseguir confiança mútua e melhorar a situação da península coreana

Pequim – O governo da China pediu nesta quarta-feira aos Estados Unidos e à Coreia do Norte que sejam flexíveis e não desperdicem a “duramente conseguida distensão na Península da Coreia”, em reação ao possível cancelamento da histórica cúpula entre Donald Trump e Kim Jong-un, depois das ameaças de Pyongyang por causa de manobras militares.

“Esta distensão duramente conseguida é uma justificativa para que as distintas partes assumam mudanças, portanto, esperamos que estas possam continuar o espírito de diálogo, reconciliação e cooperação que foi conseguido na Declaração de Panmunjom”, afirmou hoje em entrevista coletiva o porta-voz chinês, Lu Kang.

A fonte oficial acrescentou que os protagonistas da distensão “devem mostrar compreensão em relação ao outro e a seus legítimos temores” em prol de trabalhar juntos para conseguir confiança mútua e “consolidar a melhoria na situação da península, evitando provocações recíprocas”.

O porta-voz fez essas declarações ao saber que a Coreia do Norte está cogitando cancelar a cúpula entre seu líder máximo, Kim Jong-un, e o presidente americano, Donald Trump, prevista para 12 de junho em Cingapura.

O vice-ministro das Relações Exteriores norte-coreano, Kim Kye-gwan, disse em um comunicado que “se os EUA estão tentando nos encurralar para forçar nosso desmantelamento nuclear de maneira unilateral, então não nos interessa o diálogo e apenas podemos reconsiderar nossa predisposição em relação à cúpula”.

Kang afirmou hoje que a China “manteve durante um longo tempo a posição de que todas as partes devem tomar medidas concretas para aumentar a confiança mútua” e insistiu que Pequim sempre defendeu a “dupla suspensão” – o fim dos testes nucleares norte-coreanas em troca do fim das manobras militares americanos perto da Coreia do Norte – para encontrar uma solução política.

“Só o diálogo e os resultados concretos estabilizarão e trarão paz à região”, insistiu o porta-voz chinês.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s