China oferece ajuda à Indonésia após tsunami

Um tsunami atingiu as ilhas de Sumatra e Java na noite de sábado (22), matou 281 pessoas e deixou mais de mil feridos

Pequim – A China ofereceu nesta segunda-feira (24) suas condolências às famílias dos pelo menos 281 mortos após o tsunami registrado na Indonésia e afirmou que “fornecerá ajuda” aos afetados através da Cruz Vermelha.

“Esperamos que os indonésios possam superar este desastre e voltar às suas vidas normais o mais rápido possível. A China, através da Cruz Vermelha, vai ajudá-los a deixar para trás estes momentos difíceis”, explicou em entrevista coletiva a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês Hua Chunying.

Além disso, a porta-voz revelou que o presidente da China, Xi Jinping, enviou uma mensagem “na qual expressa condolências às famílias que perderam entes queridos”, ao mesmo tempo que desejou uma pronta recuperação aos feridos.

“A Indonésia é um vizinho e amigo da China, e as perdas humanas causadas por este tsunami nos causaram grande preocupação”, acrescentou Hua.

As autoridades indonésias elevaram hoje para 281 o número de mortos, para 1.016 o de feridos e para 57 o de desaparecidos após o tsunami causado após a erupção do vulcão Anak Krakatau no estreito de Sunda, entre as ilhas de Sumatra e Java.