China confirma seu segundo caso de zika

Um dia depois de a primeira pessoa que contraiu a doença, também na Venezuela, ter recebido alta, foi anunciado o segundo caso

Pequim – As autoridades de Saúde da China confirmaram nesta segunda-feira o segundo caso de zika no país, o de uma pessoa que foi infectada quando estava na Venezuela.

Um dia depois de a primeira pessoa que contraiu a doença, também na Venezuela, ter recebido alta, a Administração Geral de Supervisão da Qualidade, Inspeção e Quarentena da China (AQSIQ) anunciou o segundo caso, de acordo com a agência oficial “Xinhua”.

Por enquanto, ainda não foi divulgada a identidade do paciente. Sabe-se apenas que a pessoa chegou na sexta-feira ao Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun, na cidade de Cantão, e, posteriormente, foi confirmado que estava com zika vírus.

De acordo com o organismo, o indivíduo teve contato com uma pessoa infectada pelo vírus na Venezuela antes de retornar a Cantão.

Ainda segundo o AQSIQ, antes de chegar à China ele passou por Holanda e Rússia.