China anuncia ajuda humanitária a refugiados sírios

Os fundos "serão destinados a "ajudar os dois governos a acomodar e melhorar a situação humanitária dos refugiados"

Pequim – O governo da China anunciou nesta quinta-feira o envio de ajuda humanitária no valor de 30 milhões de iuanes (US$ 4,7 milhões) para os sírios que fugiram do conflito em seu país e foram para a Jordânia e o Líbano.

Por meio de um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores disse que a ajuda será entregue em duas parcelas de 15 milhões de iuanes e os governos libanês e jordaniano ficarão encarregados de distribuí-las.

Os fundos “serão destinados a “ajudar os dois governos a acomodar e melhorar a situação humanitária dos refugiados”, explicou o comunicado da chancelaria, que também pretende com o gesto “mostrar a amizade com o povo sírio”.

A China já havia enviado US$ 2 milhões para organizações humanitárias sírias por meio do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, destacou a agência oficial chinesa “Xinhua”.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) estima que pelo menos 157 mil sírios se deslocaram para Jordânia, Líbano, Iraque e Turquia fugindo do conflito em seu país. O número de refugiados interno é de 1,5 milhão.

A China, junto com a Rússia, vetou em três ocasiões resoluções das Nações Unidas contra o regime de Bashar al Assad.