China ampliará abertura de setores a investimento privado

As políticas chinesas para encorajar o investimento privado foram afetadas por problemas, disse o gabinete em comunicado

Pequim – A China vai ampliar a abertura de setores como os de telecomunicações, aeroportos e exploração de petróleo e gás para empresas privadas, afirmou o gabinete chinês nesta quarta-feira, em um esforço para conter uma queda recorde no crescimento do investimento privado.

As políticas chinesas para encorajar o investimento privado foram afetadas por problemas, disse o gabinete em comunicado após reunião comandada pelo primeiro-ministro, Li Keqiang, depois de uma análise nacional sobre os desafios enfrentados pelas empresas privadas.

A China vai adotar medidas para melhorar o investimento privado, incluindo sobre como lidar com questões como competição injusta, falta de acesso ao mercado e dificuldade em obter financiamento, segundo o gabinete.

O investimento de empresas privadas desacelerou para uma mínima recorde no período de janeiro a maio, com o crescimento caindo de 5,2 a 3,9% entre janeiro e abril e de ritmo de dois dígitos no ano passado. O investimento privado responde por cerca de 60% do investimento total na China.