Chega a 44 número de mortos por terremoto no Japão

Segundo governo, além das mortes, 2.700 pessoas permanecem em abrigos

O balanço do terremoto que afetou na semana passada a ilha de Hokkaido, norte do Japão, subiu para 44 mortos, anunciou o governo nesta segunda-feira.

Quase 40.000 socorristas (bombeiros, policiais e soldados) permanecem na região afetada para ajudar a população.

Mais de 2.700 pessoas permanecem em abrigos.

Muitas mortes aconteceram na pequena localidade rural de Atsuma, onde várias casas foram atingidas por um deslizamento de terra provocado pelo terremoto de 6,6 graus.

“O governo tomará todas as medidas necessárias para que cada morador possa recuperar uma vida normal e segura o mais rápido possível”, afirmou oporta-voz do governo Yoshihide Suga.

O terremoto de quinta-feira foi o desastre natural mais recente a afetar o país nas últimas semanas.

O oeste do país ainda se recupera do tufão mais potente a atingir o Japão em 25 anos, que matou 11 pessoas e provocou o fechamento do aeroporto de Kansai (Osaka).

As fortes chuvas de julho deixaram 220 mortos no país.