Chefe da UE diz que não irá apoiar campanha do Reino Unido

O Presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, fez campanha em julho do ano passado para que os gregos aceitassem o acordo mediado pela UE

Bruxelas – O chefe da Comissão da União Europeia (UE), Margaritis Schinas, disse nesta segunda-feira que vai ficar de fora da campanha do referendo para saber se o Reino Unido deve deixar a UE.

O Presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, fez campanha em julho do ano passado para que os gregos aceitassem o acordo mediado pela UE para garantir uma maciça ajuda econômica.

Mas o chefe Margaritis Schinas disse nesta segunda-feira que “não vai participar deste processo” à frente do processo do referendo do dia 23 de junho.

Schinas não descartou a possibilidade do comissário da UE Jonathon Hill, pertencente a Grã-Bretanha, fazer uma campanha pessoal.