Chefe alemão diz que Estado Islâmico quer atacar país

Situação da segurança é "bastante séria", afirmou a um jornal deste domingo o chefe da agência doméstica de inteligência

Berlim – O Estado Islâmico quer realizar ataques na Alemanha e a situação da segurança é “bastante séria”, afirmou a um jornal deste domingo o chefe da agência doméstica de inteligência (BfV), acrescentando que não sabe de nenhum plano concreto para atacar.

O grupo militante divulgou um vídeo na terça-feira sugerindo que pode realizar mais ataques no Ocidente depois das bombas em Bruxelas e dos ataques em Paris, citando Londres, Berlim e Roma como possíveis alvos.

Hans-Georg Maassen disse ao jornal alemão Welt am Sonntag que o grupo quer realizar ataques contra a Alemanha e interesses alemães, mas acrescentou: “No momento não temos nenhum conhecimento de qualquer plano concreto de ataque terrorista na Alemanha.”

Ele disse que a propaganda do Estado Islâmico tem o objetivo de encorajar aqueles que o apoiam a tomar a iniciativa de realizar ataques na Alemanha.