Hugo Chávez decidirá data de sua posse

Após a inesperada volta de Chávez à Venezuela, ao final de 70 dias de internação em Cuba, um funcionário do Supremo disse que o tribunal "está pronto" para empossar o presidente

Caracas – A data da posse de Hugo Chávez no Supremo Tribunal de Justiça (TSJ) será definida pelo próprio presidente, que regressou a Caracas há uma semana, revelou nesta segunda-feira o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello.

“Cabe ao comandante, quando considerar apropriado, convocar os senhores do Supremo Tribunal de Justiça para que efetuem este trâmite”, disse Cabello, também vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

Chávez, reeleito no dia 7 de outubro, não se apresentou para a posse no Legislativo em 10 de janeiro, como determinava a Constituição, mas o TSJ admitiu empossá-lo posteriormente, no próprio organismo.

Após a inesperada volta de Chávez à Venezuela, há uma semana, ao final de 70 dias de internação em Cuba, um funcionário do Supremo disse à AFP que o tribunal “está pronto” para empossar o presidente “a qualquer momento”.

“Mas não temos pressa porque o presidente está no exercício do cargo (…) e se recupera de uma doença”, destacou Cabello, assegurando que o PSUV acompanhará a decisão de Chávez.


O governo afirma que Chávez está exercendo suas funções e que revisou questões administrativas em uma reunião de mais de cinco horas com seus colaboradores, na sexta-feira passada.

“Isto significa (a reunião) que o presidente está totalmente recuperado? Não! Mas ele está realizando os trabalhos do governo, está governando”, destacou Cabello, rebatendo as críticas da oposição.

Chávez, que está internado no Hospital Militar de Caracas, tem dificuldades para falar devido a uma traqueotomia realizada em Havana, onde foi submetido em dezembro passado a quarta cirurgia para retirar um câncer.

Nas últimas dez semanas, os venezuelanos viram Chávez apenas em quatro fotos – junto com suas filhas mais velhas – tiradas no hospital de Havana.

Chávez, 58 anos e no poder desde 1999, enfrenta um câncer em local não revelado desde 2011.