Chanceler israelense renuncia após acusação

Renúncia do ministro acusado de abuso de confiança pode repercutir nas eleições de janeiro em Israel

Jerusalém – O ministro de Relações Exteriores israelense, Avigdor Lieberman, disse nesta sexta-feira que renunciará ao cargo após ser acusado de abuso de confiança, uma decisão que pode ter repercussões na próxima eleição geral.

“Embora eu saiba que não cometi nenhum crime… decidi renunciar ao meu cargo de ministro das Relações Exteriores e vice-primeiro-ministro”, disse Lieberman em comunicado enviado por email, acrescentando que esperava limpar seu nome “sem demora”.

Pesquisas de opinião indicam que o partido de direita de Lieberman e do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, vencerá a eleição de 22 de janeiro, e não estava claro se a renúncia dele vai afetar a disputa.