Cessar-fogo na Síria; Macri perde…

Cessar-fogo na Síria

Mesmo depois de divulgar um vídeo em que aviões soltam bombas sobre a cidade síria de Alepo, a Rússia afirmou que apoiará um cessar-fogo de 48 horas no início da próxima semana, após reunião de diplomatas russos com a Organização das Nações Unidas nesta quinta-feira. Os conflitos em Alepo intensificaram-se nas últimas semanas com as ações incisivas do Exército russo, que, com apoio do governo sírio, fechou uma das principais vias de acesso à área rebelde da cidade. O cessar-fogo possibilitará que grupos humanitários levem ajuda aos 2 milhões de pessoas que vivem no local, cujo suprimento de água foi danificado após os bombardeios. O anúncio acontece no mesmo dia em que outro vídeo vem causando comoção ao redor do mundo ao mostrar o menino Omran Daqneesh, de 5 anos, tentando limpar seu rosto ensanguentado enquanto é resgatado de um prédio bombardeado na capital síria.

Prevenção dos Clinton

Tentando evitar ataques cibernéticos, a Fundação Clinton contratou uma empresa especializada para examinar seu sistema de dados. Suspeita-se que os computadores da instituição de Bill e Hillary Clinton tenham sido hackeados, embora nenhuma informação tenha vindo à público até agora. As preocupações anti-hackers se tornaram tema na política americana após o polêmico vazamento de e-mails confidenciais do Partido Democrata que mostraram que a legenda trabalhou contra o pré-candidato Bernie Sanders — invasores russos são os principais suspeitos no caso.

Aumento de Macri barrado

A Suprema Corte da Argentina barrou nesta quinta-feira um aumento de quase 1.000% nos preços do gás no país, em vigor desde o início deste ano — quando o governo do presidente Mauricio Macri retirou subsídios de energia, gás e transporte, fixados no governo da ex-presidente Cristina Kirchner. O episódio foi uma grande derrota para o governo, que apostava no dinheiro extra para diminuir o déficit da economia do país, que fechou em 6,1% do PIB em 2015 — segundo Macri, os subsídios representam quase metade do déficit. Contudo, o fim dos subsídios foi alvo de dezenas de protestos entre a população argentina, e um aumento nos preços da energia ainda está à espera liberação da Justiça.

Sem açúcar no Reino Unido

O Reino Unido anunciou que vai criar um imposto para marcas de refrigerante com adição de açúcar e reverter o dinheiro em programas de saúde infantil. No país, quase um terço das crianças e adolescentes de 2 a 15 anos já está acima do peso, e o governo afirma que o cenário custa bilhões de libras ao Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido. A medida foi atacada por fabricantes, que alegam que a redução de açúcar não é capaz de impactar significativamente o número de crianças obesas. Países como Bélgica, França, Hungria e México já possuem taxas desse tipo para bebidas açucaradas.

Volvo e Uber: carro autônomo

A montadora sueca Volvo fará uma parceria com o aplicativo de transporte Uber para o desenvolvimento de seu próprio carro autônomo — para ser usado com ou sem motorista. Juntas, as duas empresas investiram cerca de 300 milhões de dólares no desenvolvimento do veículo que deve chegar às ruas em 2021. Para o Uber, a tecnologia autônoma ainda será capaz de reduzir seus gastos com motoristas, vistos como os maiores da empresa.

Samsung à frente da Apple

A fabricante de eletrônicos Samsung aumentou sua vantagem de vendas de smartphones sobre a concorrente Apple no último trimestre. Dados divulgados pelo instituto de pesquisa Gartner nesta quinta-feira mostram que a companhia coreana vendeu 32 milhões de celulares a mais do que a estadunidense — no mesmo período do ano passado, a Samsung já estava à frente, tendo vendido 24 milhões de aparelhos a mais que a rival. Embora a Apple tenha ido bem na Europa, na Ásia e na África, um dos principais responsáveis pelo mau resultado foram as vendas fracas na China, que tiveram queda de 26%.