Cerca de 1% das mulheres diz ter engravidado virgem

Cerca de 1% dos nascimentos acontecem com mulheres que se declaram virgens, mostra uma pesquisa realizada nos Estados Unidos

Roma – Cerca de 1% dos nascimentos acontecem com mulheres que se declaram virgens, mostra uma pesquisa realizada nos Estados Unidos (EUA) pela University of North Carolina, Chapel Hill, e publicada na edição de Natal do British Medical Journal.

A matéria com o titulo “Like a virgin (mother)” quer promover uma reflexão sobre o fato que, quando se trata de aprofundar temas sensíveis, a análise de dados para a pesquisa inclui níveis mais altos de interpretações erradas que podem alterar os resultados e os cuidados no mundo.

Isso acontece quando os pacientes devem dar respostas subjetivas, filtradas por crenças, cultura e dinâmicas delicadas baseadas em relações familiares.

Analisando os dados de mais de 7,8 mil mulheres, os pesquisadores evidenciaram que cerca de 1% declara ter ficado grávida sem ter tido relações sexuais.

“Se trata sobretudo de mulheres muito jovens ou que tinham assinado acordo de castidade” explicam os estudiosos.

De forma mais geral a falta de confiança nos médicos pode colocar em risco os resultados das investigações, os diagnósticos e os tratamentos.