Central nuclear de Fukushima recupera provisão de energia

Durante terremoto de 7 graus na escala Richter detectado na região, eletricidade foi interrompida

Tóquio – A central nuclear de Fukushima Daiichi recuperou a provisão externa de energia, depois que esta foi temporariamente interrompida pelo terremoto de 7 graus registrado nesta segunda-feira no nordeste do Japão, informou a Agência de Segurança Nuclear do Japão.

O corte elétrico deteve a injeção automática de água para refrigerar os reatores 1, 2 e 3, mas o porta-voz da agência nuclear, Hidehiko Nishiyama, assegurou que não foram registrados parâmetros anormais nem um aumento da radiação na usina.

Segundo Nishiyama, em um primeiro momento se pensou em refrigerar imediatamente as unidades afetadas com canhões de água de caminhões de bombeiros, mas esse procedimento não foi necessário.

Às 17h16 no horário local (5h16 de Brasília) um terremoto de 7 graus na escala Richter, que inicialmente tinha se estimado que era de 7,1 graus, com epicentro na província de Fukushima, obrigou a retirada temporária dos trabalhadores da central.

Apesar do corte da eletricidade para bombear água, os painéis de controle dos reatores não sofreram danos e não se informou sobre problemas adicionais nos reatores 4, 5 e 6.

A Agência de Segurança Nuclear afirmou que a central de Onagawa (Aomori, norte) segue apagada e com seus sistemas de refrigeração adequadamente alimentados com energia, da mesma forma que a central de reprocessamento de Rokkasho, também em Aomori, e a usina nuclear de Tokai, em Ibaraki.