Cazaquistão aposta em desenvolvimento sustentável

Em seu discurso, Nazarbayev insistiu em sua aposta em setores-chave como educação e desenvolvimento tecnológico

Paris – O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, reafirmou nesta sexta-feira sua aposta de se atingir as metas de desenvolvimento sustentável propostas pela Unesco e destacou seus avanços em desenvolvimento e modernização do país, durante a terceira rodada da Conferência Geral desta organização da ONU em Paris.

Em seu discurso, Nazarbayev insistiu em sua aposta em setores-chave como educação e desenvolvimento tecnológico, após apresentar alguns dados sobre a redução da pobreza e da mortalidade infantil na república centro-asiática.

Sobre o problema do terrorismo internacional, o presidente do Cazaquistão insistiu em que “é necessário combatê-lo criando uma rede comum de todos os países unidos contra esta barbárie”.

“É preciso alcançar a paz e a estabilidade internacional, unir-se para resolver conflitos e promover a tolerância e o respeito, como o país o qual represento, no qual convivem muitos grupos étnicos e religiões diferentes”, acrescentou.

Nazarbayev lembrou que a ex-república soviética é membro da lista de países com Patrimônio Mundial da Unesco desde 2013, por isso que reiterou seu compromisso de “preservar a valiosa arquitetura que é herança mundial” e que está sendo objeto contínuo de ataques terroristas.

Membro também do Espaço Europeu da Educação Superior (Processo Bolonha) desde 2010, assinalou a importância de continuar fomentando este setor para continuar avançando e apostando no progresso.

O Cazaquistão, que celebra este ano 550º aniversário das origens da nação, mencionou também sua rejeição à posse de armas nucleares em um país como o seu, rico em urânio, utilizado agora “só com fins pacíficos”.

Nazarbayev encerrou seu discurso com um convite para a próxima Exposição Internacional (Expo 2017) que será realizada em Astana, capital do país.