Causa da explosão de fábrica no Texas continua desconhecida

A explosão pode ter sido causada por falhas no sistema elétrico da fábrica, por uma faísca de um carrinho de golfe em um terreno próximo, ou por uma ação criminosa

Chicago – Continuam “indeterminadas” as causas da explosão em uma fábrica de fertilizantes em West, no Texas (sul dos EUA), informaram as autoridades nesta quinta-feira, acrescentando que a investigação continua.

Segundo Chris Connealy, do Departamento de Bombeiros do estado do Texas, os motivos “ainda não podem ser provados com um grau aceitável de certeza”.

Três teorias estão sendo estudadas pelas autoridades. A explosão pode ter sido causada por falhas no sistema elétrico da fábrica, por uma faísca de um carrinho de golfe em um terreno próximo, ou por uma ação criminosa.

Bryce Reed, um socorrista voluntário de 31 anos que colaborou na noite do incêndio, foi detido recentemente, após ser acusado de possuir um “conjunto de componentes para fabricar um artefato explosivo”. Os investigadores se negaram a responder, porém, se a detenção de Reed está relacionada com a explosão da fábrica.

“Nesse momento, as autoridades não vão emitir hipóteses sobre qualquer conexão entre a posse desse artefato explosivo e a explosão da fábrica de fertilizantes em West”, declarou Robert Champion, o agente especial do Departamento de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos de Dallas encarregado da investigação.

A explosão aconteceu na noite de 17 de abril e devastou parte de West, um subúrbio de Waco (Texas) com 2.800 habitantes, 130 km ao sul de Dallas. Pelo menos 14 pessoas morreram, e outras 200 ficaram feridas.