Casal de ciganos é interrogado na Bulgária

Casal de ciganos búlgaros foi interrogado pela polícia, suspeitos de serem os pais biológicos de Maria, a misteriosa garota loira encontrada em acampamento

Sófia – Um casal de ciganos búlgaros foi interrogado nesta quinta-feira pela polícia da Bulgária, suspeitos de serem os pais biológicos de Maria, a misteriosa garota loira encontrada em um acampamento de ciganos na Grécia, informou a imprensa búlgara.

A polícia búlgara se recusou a comentar o caso ao ser questionado pela AFP sobre o interrogatório que, segundo a imprensa búlgara, aconteceu na cidade de Gourkovo (centro).

Um dos filhos do casal Sacha e Atanas Roussev, disse a jornalistas em Nikolaevo, onde a família vive, que sua mãe havia reconhecido Maria na televisão, indicaram a televisão e a rádio públicas.

O irmão de Atanas Roussev, Anguel, confirmou à rede Nova que Sacha tinha “abandonado a criança na Grécia, porque não tinha dinheiro nem carteira de identidade”.

Um de seus filhos, Isus, de 15 anos e cabelos muito loiros, também disse a jornalistas que sua mãe havia deixado Maria, porque ela não tinha dinheiro para voltar da Grécia.

As autoridades gregas procuraram a ajuda da Interpol para identificar Maria, a menina loira de olhos verdes de cerca de 4 anos, encontrada em 16 de outubro em um acampamento de ciganos em Farsala (centro da Grécia).

A justiça grega indiciou na segunda-feira o casal de ciganos que se disse pais da menina, um homem de 39 anos e sua esposa, 40, por “sequestro”, e colocou em detenção à espera de julgamento.

O casal diz que a mãe da menina, uma cigana búlgara deu a menina a eles porque não poderia cuidar da criança.