Casal Clinton devia US$ 12 milhões ao deixar a Casa Branca

A ex-secretária de Estado americana Hillary Clinton disse que ela e o marido, Bill Clinton, deviam 12 milhões de dólares ao deixar a Casa Branca

Nova York – A ex-secretária de Estado Hillary Clinton afirmou nesta terça-feira que ela e o marido, Bill Clinton, deviam 12 milhões de dólares ao deixar a Casa Branca.

Também disse que, apesar da vida do casal ser muito diferente da vida de muitos americanos, conheceram os “mesmos problemas”.

“Tínhamos quase 12 milhões de dólares em dívidas”, afirmou a ex-chefe da diplomacia americana ao canal ABC, que está promovendo um novo livro.

“Tivemos que trabalhar muito duro. Eu estava no Senado, não podia fazer muito e estou muito agradecida ao meu marido, que sempre trabalhou muito desde que nasceu, pobre”.

O casal presidencial se endividou principalmente para pagar os honorários dos advogados que defenderam Bill Clinton no caso Monica Lewinski, que abalou seu segundo mandato (1997-2001).

Em uma entrevista ao mesmo canal exibida na segunda-feira, Hillary afirmou que o casal estava “não apenas zerado, e sim endividado”, ao sair da Casa Branca em 2001.

Apesar de tecnicamente exata, a afirmação provocou risadas, já que os Clinton são proprietários de duas casas avaliadas em milhões de dólares e faturam centenas de milhares de dólares pelas palestras concedidas no país e no exterior.

Em Nova York, centenas de pessoas formaram uma longa fila nesta terça-feira diante da livraria Barnes & Noble, onde Hillary Clinton faria uma sessão de autógrafos do livro de memórias “Hard Choices”.

Alguns, com camisas com a frase “Hillary rocks”, passaram boa parte da noite na porta da livraria.